domingo, 21 de fevereiro de 2016

Os muitos nomes do amor - Dorothy Koomson [Opinião]

"Será possível termos um futuro sem conhecermos o nosso passado?"
Titulo: Os muitos nomes do amor
Autor: Dorothy Koomson
Edição/ Reimpressão: 2015
Tradução: Irene Ramalho
Editora: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-68594-0
Número de páginas: 472
PVP: 16.60€
Classificação: Romance
Resenha do livro: Aqui

Sinopse:
Clemency Smittson foi adotada em bebé, e a única ligação à mãe biológica é um berço de cartão com borboletas pintadas à mão. Agora adulta, e em constante conflito com os sentimentos de perda e rejeição, decide mudar drasticamente de vida e voltar a Brighton, a cidade onde nasceu.
Mas Clem não sonha que é lá vai encontrara alguém que sabe tudo sobre a sua caixa de borboletas e a verdadeira história dos seus pais biológicos.
E quando percebe que nem tudo é o que parece, e que talvez tenha sido injusta com aqueles que mais a amam, haverá tem para recuperar o que foi perdido?

A Minha Opinião

Confesso que sou apaixonada pela escrita de Dorothy Koomson, pois nas suas história é possível nos identificar nos sempre com alguma das personagens e ao longo destas é nos mostrado a abordagem de temas difíceis, neste caso o principal tema do livro é a adoção.
A história é nos narrada na perspetiva de Clem uma mulher negra de 37 anos que foi adotada à nascença por uma família branca. Ao longo do seu crescimento nunca foi posta a duvida de que não existam laços de sangue entre ela e a sua família, sendo vitima de descriminação.
Quando Clem decide mudar de vida e vai viver para Brighton, por mero acaso conhece a sua irmã biológica e não sabe como reagir, pois tem medo de magoar a sua mãe adotiva mas ao mesmo tempo quer saber quais as suas origens e qual o motivo de a terem abandonada visto que os seus pais biológicos ao fim de tantos anos ainda estão juntos.
No inicio do livro a história está um pouco confusa não se percebendo o motivo concreto de ter mudado de cidade ou qual o motivo da traição do marido. Ao longo da história são abordados temas como a adoção, racismo, discriminação, eutanásia e traição tudo temas fortes que muitas vezes nos levam a questionar o verdadeiro sentido da vida.
A capa do livro está fantástica descreve perfeitamente a personagem principal do livro, Clem, que adora tirar polaroid's de momentos importantes da sua vida e colar no seu mural.
Como sempre adorei o toque mistério do final e o final inesperado que já é característico da escritora. A escrita da Dorothy torna-se mais realista não acontecendo o final mais esperado pelo leitor mas o mais realista.

Continuação de Boas Leituras!!